Ex Improviso

Mínimo sou, mas quando ao Nada empresto a minha elementar realidade, o Nada é só o Resto. Reinaldo Ferreira

My Photo
Name:
Location: Lisboa, Portugal

Dizem que sou como o sol mas com nuvens como na Cornualha

Friday, April 06, 2007

"Evidente meu caro Watson!"

Para explicar o raciocínio indutivo, aquele que parte dos factos particulares para as causas gerais, servindo-se de algo como “indícios” que são elementos que ligam umas coisas às outras, nada melhor que um exemplo à Sherlock Holmes:

Vamos imaginá-lo, o fantástico detective, de cachimbo na boca e de chapelinho verde aos quadradinhos, em pé na sua sala de estar, na frente do amigo.

(o diálogo é meu)

- Watson!
- Sim Holmes.
- Você foi aos correios enviar um telegrama.
- Meus Deus!!!Estou perplexo! Como adivinhou? – perguntou Watson com um ar deveras espantado.
- Evidente meu caro Watson! Você tem uma mancha de lama na ponta do sapato.
- E isso significa o quê? – Watson continuava pendurado no seu espanto.
- Meu caro Watson. – Holmes dignou-se a explicar. Afinal estava mortinho por isso mesmo. Neste momento, o único sitio que está em obras é a zona dos Correios. Portanto foi aí que sujou os sapatos de lama.
- Notável Holmes! (que em inglês seria “remarkable Holmes). Mas diga-me, como sabe que fui enviar um telegrama?
- Evidente caro Watson! - e lá exibe ele os galões novamente - Tem na sua secretária envelopes, folhas e selos. Você esteve toda a manhã comigo e não o vi escrever.
- Holmes! Estou espantado. (que em inglês seria “Holmes! I am amazed”)

---------------------------------------------------------------

Gostava de ter um raciocínio indutivo apurado como este do Holmes. Contudo fico-me por uns erros de dedução, que é aquele raciocínio que ao contrário do indutivo, parte dos factos gerais para os particulares. Como mais ou menos isto:

Olho pela janela, vejo o chão molhado e digo:
- Olha! Choveu!

Mas depois vejo que o céu está de um azul lindo e que o sol brilha. Volto atrás na minha consideração:
- Não! A chover com um sol assim não pode ser.

Olho melhor o chão. Afinal alguém esteve a lavar o carro.

Ou seja, se eu interpelasse o Watson logo à primeira fisgada havia logo uma daquelas discussões que fariam tremer a ilha britânica por indagações supostamente falsas e o resto não consigo supor.
da Leonor

33 Comments:

Blogger António said...

Querida Leonor!
Muito bom este teu texto sobre os raciocínios indutivo e dedutivo que nos levou também até às famosas personagens de Sir Arthur Conan Doyle.
Percebe-se, por trás da prosa, a professorinha estudiosa e competente.
Gostei, francamente!

Beijinhos

7:05 PM  
Blogger Paula Raposo said...

Elementar Leonor!! Beijos.

8:56 PM  
Anonymous SilenceBox said...

Excelente texto! Simplesmente fenomenal! li do principio até ao fim e quis mais! Era tão bom que tivessemos um raciocínio indutivo como o Sherlock Holmes, parece tão fácil tê-lo mas não é. Só tu sabes escrever tão bem, leonoretta! Quero mais textos! =)
Beijinhos e uma boa Pascoa!
SilenceBox

9:22 PM  
Anonymous Anonymous said...

É! A lógica, só não é uma batata, nas páginas fundamentais dos manuais dos primeiros passos do ensino da matemática. A lógica, é tanta vez o muro indiferente da falta da capacidade de ser inteligente, o obstáculo que se marra nos exercícios fáceis da obtusidade, o território onde se expiam as penas próprias.
É! Quando o céu está azul e o chão molhado, o bom mesmo é partir à descoberta da temperatura da água da piscina, com que se sonhou na noite passada…

9:57 PM  
Blogger viajante said...

Feliz Páscoa, Leonor.
Abraço

11:58 AM  
Blogger A.J.Faria said...

Olá, Leonor!
Excelente texto onde é realçado a capacidade do famoso Sherlock Holmes, e a extrapolação para a vida real.
Feliz Páscoa!
Bjs

1:11 PM  
Anonymous JMC said...

Elementar Leonor, está com a razão,
cada um é feito, ou na pior das hipoteses criado, para um mundo de quem os idealizou, daí que para quem cria, só o melhor pode acontecer, a criação mais perfeita.

Boa Páscoa

JMC

2:06 PM  
Blogger lena said...

minha doce amiga Leonor

um excelente texto que hoje nos deixas.

raciocínios deduzidos, onde muitas vezes está presente a lógica

adorei ler e ver passar por aqui Sherlock Holmes e sentir o cheirinho agradável do seu cachimbo ...

fiquei com água na boca, queria mais

és realmente uma Sra a elaborar textos e a prender-nos na tua escrita

obrigada Leonor, por este bocadinhos de sábado que tão bem me sabem ler

abraço-te com a maior ternura, abraço-te profundamente
e deixo-te beijinhos doces muitos

lena

4:18 PM  
Blogger A.S. said...

Se bem te conheço Leonor, a racionalidade foi sempre um dos teus atributos! Mas em algum momento pensaste o chão molhado poderia ter não ter sido motivado pele lavagem de um carro?
É prudente não ter como certa a primeira coisa que nos ocorre!... Elementar minha querida Leonor!

Um terno abraço!

5:30 PM  
Blogger A.S. said...

Não foi descuido meu as incorrecções gramaticais das frases! Algo adulterou o texto!!!Eis um bom teste á tua capacidade de interpretação! O significado das frases são elementares minha cara Leonor!

5:36 PM  
Blogger Nilson Barcelli said...

É assim que se começa cara Leonor...
Boa Páscoa, beijos.

6:15 PM  
Blogger Leonoretta said...

PARA ANONIMO

a obtusidade.

nao querer ver e ficar so pelo olhar
nao querer escutar e ficar so pelo ouvir

nao querer recuar para depois avançar, e recuar novamente se for preciso

é de facto a obtusidade.

leonoreta

8:38 PM  
Blogger Leonoretta said...

PARA JMC

ola JMC. não aparecia já algum tempo e já tinha dado pela sua ausência.
obrigado pela visita e comentário.

abraço da leonoreta

8:44 PM  
Anonymous Praia da Claridade said...

Votos sinceros de uma Santa Páscoa !
Abraço,
Filipe

11:29 PM  
Blogger Dumb said...

Às vezes a primeira impressão pode ser fatal não é?

12:11 AM  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Leonor
Como vês, com alguma reflexão e sem a ajuda da cocaína, consegues tirar as conclusões certas... elementar cara Leonor.
Um beijo e boa Páscoa
Daniel

1:18 AM  
Blogger Arte por um Canudo 2 (No Sapo) said...

Como sempre excelente... Desejo-te uma BOA PÁSCOA.

2:44 AM  
Blogger augustoM said...

É a grande vantagem do escritor, pode sempre construir o raciocínio dedutivo a partir da conclusão, isto é, para obter um determinado efeito inventa uma causa.Será que a nossa vida não é um pouco assim?
Um beijo. Augusto

10:16 AM  
Blogger bom dia isabel said...

Mais um post muito interessante. As sondagens eleitorais são um exemplo do raciocínio indutivo. Através da amostragem de eleitores, realiza-se o estudo que irá encontrar as percentagens de votos de cada um dos candidatos.Claro que a validade do mesmo é falível, questionável, mas, no exemplo dado, o resultado final, geralmente, não se afasta muito do previsto.Comparando os métodos dedutivo e indutivo conclui-se que enquanto o raciocínio dedutivo leva a conclusões inquestionáveis, o raciocínio indutivo leva a conclusões prováveis.
Gostei que me tivesses feito reflectir sobre o tema. Bom Domingo de Páscoa Leonor!

10:25 AM  
Blogger LEONOR C. said...

É elementar, cara amiga! Os raciocínios de Holmes são fantásticos e nós, por vezes, somos muito precipitados! Até nos apercebermos que alguém esteve a lavar o carro, é mais fácil dizer: "choveu"!
Hoje tenho no post um poema muito antigo que, também após algumas investigações ,(também gosto de fazê-las...) consegui encontrar.Vai até lá pois penso que irás gostar.

Um abraço

4:53 PM  
Blogger JLBM said...

Excelente...mas se fosse o holmes bastava colocar...

"E." ....de excelente :D

10:13 PM  
Blogger sonhadora said...

Agradeço o teu comentário e desejo-te uma boa semana.
beijo

11:12 PM  
Blogger LUA DE LOBOS said...

que delicia de texto ::)) eu sou apaixonada por Sherlock e Dr. Watson e levou-me a folhear alguns livros deles :)
xi
maria de são pedro

11:46 AM  
Blogger Furão said...

Finalmente encontrei este blogue, que esteve sempre presente nos meus links do Furão Indiscreto, agora "ressuscitado"!

E valeu a pena voltar! Continua excelente.

Vou voltar a colocá-lo lá, para não me esquecer da visita diária, ok?

12:09 PM  
Blogger António said...

Querida Leonor!
Respondi ao teu comentário ao meu post "mens sana in corpore sano" no meu blog.
Podes ir lá que não pagas nada.
ah ah ah

Beijinhos

12:57 PM  
Blogger Menina_marota said...

ahahahah... só tu para me fazeres rir... apetece-me dizer... o que parece, não é... ou vice-versa.

Espero que tenhas tido uma boa Páscoa... vemo-nos no jantar de dia 14?
Beijinhos e tudo de bom ;)

1:23 PM  
Blogger Mocho Falante said...

marvellous text Leonor...in did

lool

beijocas

2:50 PM  
Blogger Entre linhas... said...

Excelente texto,simples,coerente e objectivo.

Bom ínicio de semana

Bjs Zita

10:17 PM  
Blogger Barão da Tróia II said...

Excelente ensaio de lógica, boa semana.

9:18 AM  
Blogger Nilson Barcelli said...

Bom fim-de-semana cara amiga.
Beijos

11:27 AM  
Anonymous pedro alex said...

O raciocínio indutivo, dos efeitos à causa, cansa-me. Nunca conseguiria conviver com um ou uma "Holmes". Excedo-me por vezes no naif, com alguma lógica no exceso,mas é assim que vou construindo o meu percurso.
Um Abraçodo pedro:)

5:33 PM  
Blogger APC said...

Eheheheh... Estava a fazer-me falta ler sorrindo! :-)

12:50 AM  
Blogger cm said...

...se voltei foi porque gostei? ou gostei porque voltei? elementar!!!!

10:11 AM  

Post a Comment

<< Home