Ex Improviso

Mínimo sou, mas quando ao Nada empresto a minha elementar realidade, o Nada é só o Resto. Reinaldo Ferreira

My Photo
Name:
Location: Lisboa, Portugal

Dizem que sou como o sol mas com nuvens como na Cornualha

Friday, January 26, 2007

Autonomia

Desenvolver a autonomia do aluno é um dos objectivos principais a atingir no desenvolvimento sócio afectivo. Mas se há alunos que precisam de ser estimulados neste aspecto há outros que são autónomos demais.

No outro dia, o Ricardo recusava-se a copiar a primeira quadra de um texto por considerar que aquela não se integrava no contexto das restantes. Tratava-se de uma lenga lenga onde o primeiro verso é sempre repetido.

Eu estava perplexa com tanto descaramento.
Ouça lá, disse-lhe eu, foi você que escreveu esse texto?
Não.
Tem autor?
Tem.
Então só tem é de respeitar o autor.
Mas professora, veja bem….

Ele não desistia.

Hoje o Ricardo pegou na tampa branca de uma caneta de feltro, transformando-a num cigarro. Pegava no imaginário cigarro de várias maneiras, simulando a passa e expelindo o fumo em argolinhas. Esteve a fumar durante a cópia toda. Cheguei junto dele e gritei-lhe:

Apague o cigarro imediatamente. Está a encher-me a sala desse fumo pestilento.

Ele pegou na tampa e colocou-a atrás da orelha. Agora o Ricardo era um merceeiro.
da leonor

32 Comments:

Blogger aldina said...

A autonomia tem tanto de estimulante quanto de cansativo :-)

Que sorte ter uma professora que intervem ao ritmo da imaginação delirante e provocadora de quem por mais qualidades infantis que tenha precisará sempre de alguém que já percorreu o caminho da aprendizagem da sua faixa etária...

Até sempre

8:02 PM  
Blogger aldina said...

... caminho que não esquece!

8:03 PM  
Blogger Adryka said...

Fantástico o post um aluno assim até dá vontade ensinar ;) gostei imenso o Ricardo deve ser um menino com ideias exatas. Bj

9:15 PM  
Blogger JLBM said...

Olá...fizes-te bem...essa parte do fumo...esta excelente. :)

9:16 PM  
Blogger António said...

Querida Leonor!
Este Ricardo tem uma personalidade forte e rica.
Se não se extraviar (como acontece a muitos) vai ser gente!
Mais um dos teus textos "escolares" de que tanto gosto.

Beijinhos

11:26 PM  
Blogger Paula Raposo said...

Gostei de ler! Concordo com o António : ' se não se extraviar'. Certamente será forte. Bom fim de semana, beijinhos.

2:04 AM  
Blogger bom dia isabel said...

Passei para te deixar um beijinho e desejar um bom fim de semana.Voltarei para ler a história e comentar.

10:35 AM  
Blogger António said...

Querida Leonor!
Como já comentei, só venho deixar o meu agradecimento pelo comentário ao meu post do "thriller psicológico" que me parece não estar a ser muito bem compreendido.
Admito que eu não tenha conseguido transmitir de forma suficientemente clara, mas também forte, os comportamentos de quem tem uma psicose de medo da trovoada.
Mas não consegui fazer melhor.
Paciência!
Não sou o Victo Hugo.

Beijinhos

2:09 PM  
Blogger bom dia isabel said...

Li agora o teu post. Gosto de fazer um comentário de acordo com o
que leio. Gosto deste tipo de aluno, Leonor.Além da autonomia, que se lhe pode ver,e criatividade também tem a professora adequada para lhe desenvolver e orientar todas as capacidades que apresenta.
Ter-te como professora, pelo que tenho lido, é um privilégio.
E como sabe bem ler-te!
Beijinhos

6:30 PM  
Blogger PoesiaMGD said...

A autonomia dos alunos é óptima! Quanto mais autónomos melhor... desde que ela se não confunda com má criação e desobediência pura e gratuita...
Gostei de seu blog. Voltarei!

8:58 PM  
Anonymous Anonymous said...

Um destes dias, eu estava num restaurante, olhando distraidamente um moçoilo nos seus 20 anos, com umas calças cuja forquilha (?) estava ao nível dos joelhos, e o cinto andava pelas ancas. Tinha uns boxers às flores, que se viam bem num palmo de altura. Retive-me no pensamento de apreciação do ridículo. O cabelo era uma afro carapinha, deslocada no tempo e na cor. No preciso instante, em que a minha implacável espada da critica, caía sobre o quadro que os olhos me ofereciam, estanquei a derrama satírica, a 1 milésimo de segundo do corte, quando fui assaltado pelo auto quadro, da figurinha uns 30 anos atrás. Calças à boca de sino, o mesmo cabelo pelo meio das costas, a camisa largueirona de “escocês” a que a velha tia chamava “tripa”, e os saltos idiotas à “Slade”…
Quanta normalidade havia no mau aspecto do moçoilo…

Abençoada a irreverência, que se faz de não-alinhamento, e que se consegue opor, à indignação alinhada do “educacionalmente” correcto…. Que seja a fonte de um espírito criativo e livre…( não acredito, mas vivo do terreno híbrido do desejo…)

Querida professora. Pobre professora. Se fosse a Leonor a mestra, caía o quadro negro, aparecia o mar, o sol, o carocha, e mesmo sem nescafé, ouvia-se no ar.. “I can see clear now…”
Mas…….quem assina o recibo é a Ana……..

9:56 PM  
Blogger Professorinha said...

Bem, que maneira fantástica de resolver o assunto :)

Beijos

2:09 PM  
Blogger Leonoretta said...

PARA ANÓNIMO

e como a leonor gosta dessa música. a ana também.

abraço da leonoreta

4:42 PM  
Anonymous José Gomes said...

Leonor,

Mais um relato da tua vivência como professora.
Espero que o miúdo continue a ser autónomo e, especialmente, criativo.
Contigo ao leme do barco o miúdo vai longe.
Uma boa semana.
JG

7:18 PM  
Blogger Arte por um Canudo 2 (No Sapo) said...

Não lhes falta imaginação quando é principalmente para aborrecer.Estou a ser mauzinho...Bom Domingo. Bjs

7:56 PM  
Anonymous lena said...

Leonor, menina linda, contigo como professora certamente que terás muitas das tuas crianças autónomas e criativas, sabes conduzir o leme com mestria

o Ricardo vai continuar a ser criativo, cada vez mais e sei que tu estarás sempre presente na motivação

terás muitos mais "Ricardos" que
interrogam, reflectem e deliberam com liberdade e responsabilidade


é sempre aliciante passar por aqui e ler-te, tens sempre algo muito especial para partilhar e nada melhor que estes pequenos momentos onde o teu papel principal me cativa

abraço-te como sempre, com muita ternura

beijinhos para ti, muitos

lena

8:26 PM  
Blogger picolita said...

Esse deve de ser fresco!

11:43 AM  
Blogger augustoM said...

Com uma professora assim, não admira que a imaginação que trespassa a aula, poise na cabeça dos alunos.
O nosso jantar correu muito bem, foi um grupo muito interessante, que propiciou um óptimo convívio. Talvez um dia ainda tenhamos o prazer de voltar a ter a tua companhia.
Um beijo. Augusto

1:53 PM  
Anonymous ferrus said...

Esse Ricardo... :-)
Vai ser moço de uma autonomia bastante útil nos dias que correm, onde as criancinhas são encaminhadas em fila indiana e que me faz muita confusão ( sim! eu sei da segurança e tal... mas que querem? Faz confusão e pronto! ).
Fresco já ele é, lol.
A do fumo... ( eu sou fumador :-( ) está bem metida e fazes bem em adjectivar com termos fortes, quem sabe não sera útil para ele.
Beijinhos, Leonor.

3:03 PM  
Anonymous Anonymous said...

Olá, Leonor!

És um exemplo de como deve ser uma verdadeira professora!

Bjs

12:13 AM  
Blogger Daniel Aladiah said...

Somos uns imitadores e quanto mais pequenos... :)~
Um beijo
Daniel

10:31 AM  
Blogger António said...

Querida Leonor!
Desta vez venho cá só para te agradecer o comentário ao post dos pestaninhas.
Eu, há já muitos e muitos anos, vi-os em acção.
Impressionante a forma como andam parecendo lebres.
E a história do tipo que foi baleado e morto aconteceu mesmo, em Leça da Palmeira, junto à praia.

Beijinhos

1:12 PM  
Blogger Cusco said...

Como seria bom se por vezes todos nós tivessemos um pouco de Ricardo.
Conseguiriamos dar aquele golpe de asa que por vezes nos falta...
Gostei muito de passar por aqui e vou voltar

SE DEUS QUISER

3:08 PM  
Blogger AS said...

Conheci alguém parecido com o Ricardo!... Hoje adora escrever... mas continua a ser teimoso! Ninguém é perfeito!


Um beijo!

6:55 PM  
Blogger Betty Branco Martins said...

Minha querida Leonor

Já Voltei:))

O meu comentário de hoje, tem que ser assim um simples – olá e um muito sentido – obrigada – pela visita na minha ausência.

Isto é para eu ter tempo de visitar a todos.

Beijos com muito carinho

11:10 PM  
Blogger Chanesco said...

Cara Leonor

Eu diria que esse rapaz, é daqueles a que, literalmente, podemos chamar: um burro - teimoso, mas docil e inteligente.

abraço e boa semana

11:14 PM  
Anonymous IO said...

Olá Bela, só agora vi que foste a um 'chuinga' antigo, já vou no nº 4... - um beijo, IO.

1:16 AM  
Anonymous pedro alex said...

Exito na decisão entre comentar a autonomia do aluno ou a criatividade da professora. Delicio-me antes na riqueza dos episódios.
Um abraço.

7:20 PM  
Blogger Luisa said...

Há que tempos que não vinha aqui e já tinha saudades. Como consegues ter mão nesses Ricardos todos????

5:02 PM  
Blogger individuo said...

This comment has been removed by a blog administrator.

12:38 AM  
Blogger individuo said...

Ora muito bem!! Mete-os na linha!!

12:39 AM  
Anonymous Cândida said...

eu vejo-o mais como um carpinteiro, não achas?

6:09 PM  

Post a Comment

<< Home