Ex Improviso

Mínimo sou, mas quando ao Nada empresto a minha elementar realidade, o Nada é só o Resto. Reinaldo Ferreira

My Photo
Name:
Location: Lisboa, Portugal

Dizem que sou como o sol mas com nuvens como na Cornualha

Saturday, March 25, 2006

Os cucos cantam no verão

Pa, pe, pi, po, pu.

Pipa, pai, pau.

Ta, te, ti, to, tu.

Pato, tia, teia.

La, le, li, lo, lu.

Lula, lata, lua.

Ma, me, mi, mo, um.

Mala, mãe, mão.

E assim vou ajudando a descobrir as vinte e três letras do nosso alfabeto. Devagarinho os miúdos vão descobrindo as famílias de sílabas, os ditongos.

Aproxima-se a letra C. E quando ela chega passo à frente. Dou o D e o V, mas não posso adiar mais. O C é fundamental na formação das palavras. Os pintainhos ainda são muito pequenos para qualquer tipo de indução maldosa. Porém o 3º ano está sempre atento às explicações do 1º, chegando a parar de trabalhar para ouvirem novamente a descoberta do código linguístico.

O 3º ano é perigoso. Ainda no outro dia mandei-os fazer o masculino de alguns nomes. Escrevi no quadro o que me veio à cabeça aleatoriamente, sendo um deles “cozinha”. A homofonia da palavra no masculino levou a turma ao rubro da risota e quando dei pelo que tinha feito só me restou corar num sorriso mal disfarçado.

Todavia, agora não queria correr o risco novamente. Aproveito a hora da educação física em que os mais velhos saem para o ringue e eu fico com os mais pequenos na sala.

Escrevo no quadro ca, co, cu ao mesmo tempo que preparo já mentalmente um eventual chiu mal encarado para o caso de algum atrevimento. Leio. Nada acontece. Eles repetem. Dizem palavras com ca, cadela; com co, copo; e cu, cuco.

- Sabem o que é um cuco?- perguntei.
- Sabemos! É um pássaro que só canta no verão.

Ajudando os pais nas lides dos campos, claro que sabem o que são cucos. Eu, que do campo só conheço os romances de Miguel Torga, é que não sabia que os cucos só cantavam no verão.
da Leonor

35 Comments:

Blogger augustoM said...

A maior virtude de quem ensina é saber aprender com os que aprendem. Não sei quem disse isto se é que alguém o disse, mas se não disse fica dito.
Cuidado, a língua portuguesa prega muitas partidas.
Um beijo. Augusto

3:53 PM  
Blogger António said...

Querida Leonor!
Aqui temos o teu post semanal!
Impreterivelmente...ao sábado!
E temos também uma das tuas deliciosas e ternas histórias com flashes das aulas aos passarinhos. Alguns já mostram tendências de passarões, mas...coitadinhos...ainda lhes falta aprender muito.
O que eu não sabia era que o cuco só cantava no verão!
Salvo se for um relógio, claro!
Adoro a forma como contas estas histórias.

Obrigado pela tua visita ao 3º dos meus "Diálogos de gente". Se eles te ajudarem a conhecer melhor alguns tipos de pessoas, ficarei muito satisfeito.

Beijinhos

5:44 PM  
Blogger mixtu said...

lindo post... dos mais ternurentos que eu algum dia li...
cuco, sabes como eles fazem quando é para chocar os ovos?

5:52 PM  
Blogger mixtu said...

amiga... conheces mais do campo do que referes no teu belíssimo post... e é giro os passarinhos cuidarem depois do cuco que é maior que eles... já eu vi...
jinhos Sra. professora,

6:14 PM  
Blogger lena said...

lindíssimo este post, cheio de ternura, senti-me de novo nos bancos da escola,

lembrei-me dos anos que dei aulas, da ingenuidade de cada garoto

os cucus, aves interessantes, aproveitam sempre os ninhos de outros passaritos

adoro vir ler-te, és especial a contar as tuas histórias

beijinhos muitos para ti

lena

6:21 PM  
Blogger Isabel-F. said...

Lindo....lindo...linda a maneira como descreveste o ensinar a ler...fizeste-me recuar aos 6 anitos da Vera.

Um beijinho muito grande com muita amizade.

6:57 PM  
Blogger isa xana said...

aprender enquanto se ensina:)

acredites ou não, nem me lembrei de Pessoa quando escrevi o poema, só pensava que me fazia recordar algo e afinal esse algo tu o descobriste:)

beijito

9:11 PM  
Blogger AS said...

É verdade Ana! Só cantam no verão e pôem os ovos nos ninhos de outras aves!... São espertos os malandros! Mas a sua plumagem é lindisima.

Também F. Pessoa se referiu ao cuco dizendo:

Leve, breve, suave,
Um canto de ave
Sobe no ar com que principia o dia
Escuto, e passou...
Parece que foi só porque escutei
Que se calou!...


Um beijo Ana

9:45 PM  
Blogger MT said...

Obrigada pela visita.
Vou me divertindo bastante a ler os teus post.

Beijinhos

11:31 PM  
Anonymous Filipe Freitas said...

Aqui continua a Leonor a escrever, maravilhosamente como sempre, e, desta vez, a aprender com os seus queridos alunos !...
Estamos sempre a aprender, não é Leonor ?...
Até com os "mais pequenitos"...
Abraço.

12:49 AM  
Blogger alice said...

bom dia, leonor ;)

venho despedir-me...

agradeço todas as suas visitas e comentários

um grande beijinho

bem haja,

alice

8:23 AM  
Blogger silencebox said...

Mais uma vez, deliciei-me a ler este delicioso texto!Tão ternurento! Havias de ver o meu sorriso!
Um abraço carinhoso

12:05 PM  
Blogger Henrique Santos said...

OLá Lianor, vieste não pela verdura , mas pela vera prima, isto é pela PRIMAVERA. Uma prima a fazer caretas demais mas... ela nos dará flores e encanto... pois, os miudos são, hoje em dia danadinhos de todo... mas há pouco em casa da minha filha ficámos um pouco atrapalhados com a minha neta porque no filme da TARDE surgiu uma cena de amor quase explícita, com ais e tudo... Com este tipo de educação que se pode esperar? A culpa é nossa!
Já estava a pensar que tinha sido excluido do teu itenerário... às vezes as madrinhas esquecem-se... n'é?
Bjinhos Ricky

5:27 PM  
Anonymous Luisinha said...

Olá Leonor.
Como é agradável voltar à escolinha.
As tuas histórias são sempre agradáveis de ler
Beijinhos
Luisinha

11:07 PM  
Anonymous Arte por um Canudo 2 said...

Com os mais pequenos também se aprende...nada lhes escapa.Por outro lado uma coisa é viver na cidade e ouvir os carros durante todo o ano a fazer barulho e outra é viver no campo para se aperceber que o cuco só canta no Verão.Força com essas aprendizagens.Bjs

11:59 PM  
Blogger travessias said...

...e uma pessoa com um grande COração como tu, só podia escrever isto.
Abraço.

1:16 PM  
Anonymous missivas said...

O cuco só cuca no Verão. As cartas aparecem de longe em longe...

7:06 PM  
Anonymous Cris said...

Olá linda...passei só para dar um beijinho e te desejar uma óptima semana
Cris

8:20 PM  
Blogger Leonoretta said...

para Luisinha e para a Cris


olá ás duas. adoro quando aparecem por cá.


beijinhos da leonoreta

8:32 PM  
Blogger a sua vizinha said...

Pois é, vizinha, o c é que é mais maroto! Quanto ao cuco, estamos sempre a prender!
Vai um chá?

Uma boa semana

9:11 PM  
Anonymous Cris said...

Ainda que não tenha nada a ver, não sei porquê, fizeste-me recordar uma das muito boas saídas que a Ana Rita(a minha piolha mais nova)teve.
Está no 6º ano e adora que eu faça as perguntas para os testes.
Ora, ia ter teste de Ciências e a matéria era o aparelho respiratório, circulatório e mais umas tantas coisas.
Digo-te, ninguém está à beira da Rita sem se rir porque o humor dela é divino, mas, por vezes, é de uma distracção, menina, que nem te passa!
Tira-nos do sério!
Sempre que eu começava a querer perguntar-lhe sobre o aparelho circulatório ela interrompia-me e dizia:- 'Pera, mãe! Esse é para o fim!
-Rita, mas porque raio de carga de água é para o fim? Vamos fazer seguido, filha!
-Mas é o que eu sei pior!
-Mais uma razão! Vamos ver bem este já que nos outros não tens dificuldades.
A muito custo lá a convenci.
- Bom... - começou ela- o coração fica situado na...na...
-Na???? Anda, Rita, então? Bolas! Esta é de caretas!
- Ah pois é! Não digas, mãe! O coração fica situado na...na... cavidade craniana!!!!
Estrelei-me a rir, Leonor e mandei-a ir para a cama, estudar bem o aparelho circulatório e as revisões ficavam para o dia seguinte.
Beijos, muitos!
É uma ternura ler-te e imaginar os teus piolhos a rirem e a sentirem-se super felizes com uma professora compincha.

9:48 PM  
Anonymous batista filho said...

És Mestra... porque és capaz de aprender ensinando, amiga!

(Quem me segredou isso?! - um cuco, ora!)

3:58 AM  
Blogger Mocho Falante said...

e olha eu também não sabia...é por isso que tenho um pássaro ao pé da minha casa que quando canta eu já sei que vem aí o calor

beijocas muito doces

12:07 PM  
Anonymous José Gomes said...

Leonor,
Acabei de ler a crónica da semana.
Gostei da forma airosa como te saiste... "a língua portuguesa é traiçoeira que se farta!"
Nada mais soube das tuas aventuras por terras do norte... a não ser aquilo que vais contando por aqui.
Mas é a vida!
Um abraço.

10:14 PM  
Blogger Paola said...

Interessantíssimo sua colocação alfabética, adorei todo o blog

PAola

2:32 PM  
Blogger Nilson Barcelli said...

Da maneira inteligente como tu pegas nos assuntos, só te falta talvez vontade e/ou tempo para outras escritas (um livro de contos, por exemplo).
Para além disso a tua escrita é agradável de ler, o que te daria capacidade suficiente para escreveres para crianças (mesmo não sendo a mesma coisa, é o que eu vejo para além deste texto e não propriamente neste).
Beijo.

4:07 PM  
Anonymous mar said...

Estamos sempre a aprender com eles, não é?...... :)
Beijinhos

9:14 PM  
Anonymous Anonymous said...

Olá, leonor!
Olha, fiquei a saber que os cucos cantam no verão!
Um grande beijinho,

11:24 PM  
Blogger António said...

Querida Leonor!
Obrigado pelo teu comentário à 4ª história dos "Diálogos de gente".
A tua ideia de condicionar os reflexos foi boa.
Achas que o Mário precisa mesmo de ir ao médico?

Beijinhos

10:29 PM  
Blogger SaltaPocinhas said...

Olá! Eu já trabalhei em 2 escolas onde aprendi a conhecer os pássaros até pelo ninho, mas depois desanprendi tudo outra vez... E quanto aos concursos, que eu saiba ainda somos nós que escolhemos! Deixa lá o destino no cantinho dele que dos nossos caminhos tratamos nós!

1:28 AM  
Blogger Caracolinha said...

Minha querida ... nada a dizer, ou seja, muito a dizer mas, tudo é pouco para te dizer o que as tuas histórias me deliciam ... como deve ser bom aprender contigo ... :)

Parabéns, mais uma vez, pela excelente professora que revelas ser e pela excepcional pesssoa que és.

Beijoca encaracolada para ti minha querida :))

5:29 PM  
Anonymous JMC said...

Pois, deve ter sido uma aula muito divertida, e como a lingua portuguesa, é muito traiçoeira, é necessário cuidados adicionais, quando algumas palavras,são ditas ou escritas.
aparte de ensinar e em algumas situações ter de dizer algumas palavras que causam naturalmente aquele não sei se diga, mas que tem de se dizer, com se nada fosse e com muita naturalidade, não é facil.
Agora a parte de aprendizagem, actualização sempre tambem necessária a quem ensina, o Cuco, realmente só aparece nesta altura, até Maio e parece que vem sempre com pressa, pois não lhe dá jeito fazer ninho, aproxima-se do que acha melhor para se reproduzir, atira para fora os ovos que la se encontram, põe lá os seus, e a proprietaria do ninho que faça o favor de fazer nascer os novos Cucos, e é assim Mãe de aluguer.
Bom fim de Semana.

JMC

9:52 AM  
Blogger António said...

Estás gira nesta foto!
Jokas

3:20 PM  
Anonymous ferrus said...

Há "alguns" anos, estava eu e o meu falecido pai junto a uma cerejeira, nada e criada na Serra da Estrela - onde ele tb nasceu - e destemidamente a ela subi para lhe furtar umas cerejas. Tantas a s que foram que me dei ao trabalho de escolher. As que supostamente não prestavam eu ia deitar fora.
-Alto! - disse-me o meu pai. - Essas eu quero!
- Mas estão podres, meu pai...
- Mesmo assim as quero!
Depois de termos comido as ditas, o meu pai, que me tinha guardado uma das "podres" deu-ma a comer e disse-me:
- Come e diz-me o que achas!
Comi e bendita...era a mais doce das doces...
Lição: A fruta bicada pelos pássaros é a melhor. As coisas que as gentes do campo sabem...
Eu também não sabia que os cucos só cantavam no Verão.
Beijinhos

12:39 PM  
Anonymous Anonymous said...

Very nice site! » »

10:52 AM  

Post a Comment

<< Home