Ex Improviso

Mínimo sou, mas quando ao Nada empresto a minha elementar realidade, o Nada é só o Resto. Reinaldo Ferreira

My Photo
Name:
Location: Lisboa, Portugal

Dizem que sou como o sol mas com nuvens como na Cornualha

Sunday, September 25, 2005

Quatro dias num cruzeiro (Casablanca)

O Atena andou navegou a noite toda.




Chegámos a Casablanca ao meio dia. Mais ou menos à volta do meio dia. Para dizer a verdade, enquanto andei por outras paragens perdi-me no tempo. Pois por me ter desviado uns metros do meridiano de Greenwich, ora agora para a esquerda, ora agora para direita, a hora mudava constantemente e eu, simplesmente deixei de olhar para o relógio para não andar às voltas com os ponteiros.

Desembarcámos. Lembrei-me da canção do filme, em tempos, mais famoso do cinema americano.

You must remember this
A kiss is just a kiss
A siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiign is just a sign

Vi o filme Casablanca algumas três vezes em várias fases da minha vida. Ainda hoje me pergunto se o vi por causa do ar de rufia de Humphrey Bogart, por causa da beleza espantosa da Ingrid Bergman ou porque a TV passava sempre os mesmos filmes.

A visita foi guiada por um cicerone que nos perguntou se percebíamos espanhol. Ah meu caro, qualquer português percebe espanhol e tem a mania que domina o idioma do país vizinho. Afinal, os casamentos da nossa realeza fizeram-se sempre com Espanha até à revolução de 1385.
Nessa altura, D. João I, bastardo de D. Pedro, ganha a coroa com a ajuda preciosa de João das Regras que vai buscar ao Direito Romano uma lei que proibia as mulheres subirem ao trono, impedindo, assim, Dona Beatriz, a legítima herdeira, de tomar posse das suas funções, escolhe uma inglesa para sua esposa. Pouco depois, voltaríamos aos casamentos espanhóis.

Mais tarde, no século XIX, Alexandre Herculano poria em causa a existência de tal lei, pelo que foi excomungado pela Igreja. Também, diz-me lá ó Alexandre, vais mexer numa coisa que já tem quatrocentos anos. Já está tudo morto, homem. E tu, João, tiveste muita sorte, porque se fosse hoje com os dados todos informatizados, eu queria ver o teu desempenho.
Mas isto não interessa nada. É só História de Portugal.

Vi a Mesquita. Linda. Não entrámos. Pelo que as meias não foram precisas e o pavor de me roubarem as sandálias evaporou-se. As visitas são permitidas de manhã. Contudo, à tarde são proibidas para não perturbarem as orações.






Uma escola primária mesmo em frente à Mesquita


A arte fotográfica do VP


Deixámos a Mesquita. Ainda visitámos um palacete cheio de rendas em gesso e arcos em ogiva e uma igreja católica para evangelizar 5% da população do país. Depois andámos pela Medina, labirinto de ruas estreitas onde se compram bens essenciais. A Cris e o Eurico não resistiram à enorme variedade de azeitonas, comprando verdes, pretas, picantes. À noite, antes do jantar, consumimo-las deliciados no bar. Mas faltava o pão alentejano.






O dia estava a acabar. Ao jantar reuníamo-nos todos à mesa, contando anedotas e rindo da fome desmesurada da Elsa que se empanturrava de pão com manteiga. Pudera! Sabendo que o jantar se compunha de meio bife acompanhado de dois palitos de batata frita ela precavia-se antes.





Conheço a Elsa há relativamente dois meses. Por coincidência ou não, a Elsa mora em Viana do Castelo e é ela agora quem, em carne e osso, me assegura a sanidade mental, convidando-me para sair e falando comigo de liberdades individuais , de Karmas e Darmas. Parece que nos conhecemos há muito tempo numa sensação de Dejá vú recíproca.


O dia chegou ao fim. De manhã visitaria Tânger. Em Tânger diverti-me imenso.


da Leonor
Todas as fotos foram tiradas pelo VP.

29 Comments:

Anonymous Ze said...

Delicioso acompanhar a tua viagem.
De Casablanca apenas o filme e já não é mau.
E em Fão, tudo bem ?

1:15 PM  
Anonymous JMC said...

Parece que a 'coisa' correu bem, sem o resultado dos sonhos, antes do inicio da viagem.
Parabens pela viagem guiada que nos dá, e com fotos é realmente outra coisa.
Boa semana
JMC

1:20 PM  
Blogger Henrique Santos said...

E a viagem continua,
mesmo a pé naquela rua,
one o pão alentejano faltou,
àquela azeitonice apetitosa.
É, até o transito parou,
e a marroquina admirada ficou!
Que boa lição de história,
Óh Alexandre nessa "relambória",
quem pensavas tu tramar?
Olha o Vi que te ensinaria,
a melhor forma de contornar,
nessa ou n'outra especiaria...

E, a saga continua... belas fotos,
estou a ficar feio... porquê? Suspense, só digo no outro capítulo... adivinhem...
Bjinhos Ricky

10:34 PM  
Blogger António said...

Ora cá temos a 3ª parte da narrativa.
E gostei de a ler, escrita no teu estilo informal e saltitante, salpicado com humor.
Muitas e boas fotografias.
Fico a aguardar o 4º episódio.
Jinhos

11:06 PM  
Blogger Mocho Falante said...

é engraçado ler aqui este roteiro... gosto imenso de Marrocos... é um país de contrastes maravilhosos

12:06 AM  
Blogger Mocho Falante said...

é engraçado ler aqui este roteiro... gosto imenso de Marrocos... é um país de contrastes maravilhosos

12:07 AM  
Blogger Amigo de Alex said...

Agradável misto de diário de bordo, guia turistico,história de Portugal, e até nos ensina um pouco de usos e costumes dos marroquinos...tudo fotográficamente documentado.

Muito bonito.
Beijo.

12:38 AM  
Anonymous Filipe Freitas said...

E o "VP" sabe tirar boas fotografias que acompanham, em perfeita sintonia, o maravilhoso "diário" feito pela autora...
E não podíamos esperar outra coisa, pois já estamos habituados a estes maravilhosos "relatórios" !...
Um Abraço.

3:17 AM  
Blogger almaqueabsorveaslagrimas said...

Fotos lindas.. :| tambem kero igual.. oh :| eu keroooo iguallll
para a proxima levas-me ctg? prometes? sim? :D ahahaha

:D
beijinho no coração ****

3:43 AM  
Blogger AS said...

Leonor, as viagens despertam sempre muitas emoções... até se nota o brilho dos teus olhos!

Um beijo

8:39 AM  
Blogger Isabel-F. said...

Oi Linda...

Claro que os teus relatos são sempre 5 estrelas... consegues sempre transportar-me ao local...

a parte que mais gostei foi a das azeitonas...rsss....

chegaste bem a Viana???

bjs

9:31 AM  
Blogger Caracolinha said...

Que bom regressar e encontrar-te tão bem e com histórias tão lindas para partilhar de lugares maravilhosos !!!!

beijinhos para ti minha linda, cheinhos de saudades ~:o)

12:19 PM  
Blogger sal said...

Bon Voyage! fiquei com vontade de fazer as malas, meter-me numa bicicleta (melhor dito meter a bicicleta no carro) e partir...

:)

3:59 PM  
Blogger Leonor C.(nokinhas) said...

Adoro viajar... A tua narrativa fez-me lembrar quando estiva no Egipto. no ano passado! Foi uma aventura e tanto! Estive no interior duma mesquita, tive o bom senso de levar uma meias e, vá lá, não me levaram as sandálias. Tive sorte pois por ali nunca se sabe...
Talvez um dia fale nessa viagem.

Beijinhos

Leonor

5:23 PM  
Blogger Luis Silva said...

Concerteza já sabes falar marroquino o que também é muito importante quando se viaja. Aprendem-se sempre coisas novas. Casablanca é sem dúvidas monumental. Já lá estive uma semanita.bjs

7:28 PM  
Blogger Al said...

Leonoretta,
Hombre, assim até parece que sou eu que estou a viajar de tão bem contada essa aventura. Felicidades e continua(em) a divirtir-se.

7:34 PM  
Anonymous batista filho said...

As fotos... as fotos?! Belíssimas! Parabéns ao VP... E nas tuas palavras lá estava eu, pelo menos um pedacinho, na vontade, em espírito - navegando por lugares pressentidos... Grato por mais esse partilhar, Leonor! Um grande abraço, amiga.

8:09 PM  
Blogger JLBM said...

Ainda bem que a viagem está a correr bem...continua a actualizar a tua viagem, está fixe!

10:17 PM  
Anonymous flávio said...

Pequena correcçãozita:
"a sigh is just a sigh"
e não:
"a sign...etc."

6:29 AM  
Blogger augustoM said...

Leonor, chama-se a isso, em linguagem náutica, navegar aos bordos.
Nada disso, víamos o filme pela sua atmosfera, os malandros também amam.
O mestre de Avis era um espertalhão e a mulher não lhe ficava atrás. Mais ser rainha por um dia do que marquesa toda a vida, dizia ela. O João das Regras, como bom advogado, era um manhoso.
O Alexandre sempre quis que a sua versão da História fosse a verdadeira.
Não me digas que não entraste na mesquita, uma perca irreparável.
Na Medina não andaram de mãos dadas para se não perderem, ou era uma Medina para turistas? Valha-me Deus não comeste o pão árabe, nem o cabrito?
Esperemos que em Tânger as coisas tenham corrido melhor.
Um beijo. Augusto

1:45 PM  
Blogger Betty Branco Martins said...

Querida Leonor

Vou "seguindo" a tua viagem (aventura)na tua forma envolvente de grande contista.Parabéns pelas fotos.

Beijinhos

6:46 PM  
Anonymous Anonymous said...

Leonor!
A forma como relatas a tua viagem, quase que me sinto incluido nela!
Que lindas férias!
Fico contente por teres aproveitado estes dias de sonho.
Um grande beijinho

11:12 PM  
Blogger M.P. said...

Olá, Leoner á vou seguindo a tua bonita reportagem de texto rico em emotiva descrição e fotos a condizer! Muito me azer roer de inveja..LOL.. Mas é um prazer masoquista este de te ler... Fico na ansia de saber do resto da viagem. ** e muita coragem para enfrentar essas vicissitudes de estar longe de casa!

1:27 PM  
Blogger Isabel-F. said...

como não tens Post novo...
fica um beijinho amigo

5:29 PM  
Anonymous mar said...

Para além das fotos espectaculares, o teu modo de escrever, quase q nos leva a fazer o mesmo percurso q tu. Parabéns. :)
Beijos

5:45 PM  
Blogger António said...

Venho aqui fazer o habitual (pois já comentei este post).
Agradecer a tua visita ao meu canto e sossegar-te: a blogonovela só terá 5 episódios e não 452.
ah ah
Jinhos

7:54 PM  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Leonor
Sente-se o travo daquilo que já foi português, oferecido a Espanha e de novo marroquino, por direito...
Boas fotos, sim senhor.
Um beijo
Daniel

8:50 PM  
Blogger Leonoretta said...

para JMC

mais uma obrigada pela sua visita. fico sempre contente de ler o seu comentário.

abraço da leonor

3:29 PM  
Blogger Leonoretta said...

para o Flávio


é verdade. tens razão.

a falha é deste teclado que me troca os agás pelos guês deixando-me com uma fama desgraçada.



abraço da leonor

9:49 PM  

Post a Comment

<< Home