Ex Improviso

Mínimo sou, mas quando ao Nada empresto a minha elementar realidade, o Nada é só o Resto. Reinaldo Ferreira

My Photo
Name:
Location: Lisboa, Portugal

Dizem que sou como o sol mas com nuvens como na Cornualha

Wednesday, September 07, 2005

Manobras de Sedução

Imagem in Fantasy Gallery




Ana estava chata, rabujenta. Acendia cigarro atrás de cigarro. Entre duas fumaças roia a unha do dedo mindinho da mão esquerda. Chamou o empregado e pediu mais um café.

Cansada de ver tanta ansiedade disse-lhe que ela estava a precisar de um namorado.

E tu pensas que há namorados por ai aos montes? Os homens que eu conheço ou são casados, ou já têm namorada… - replicou a Ana, enervada.

Consegues concentrar-te na leitura quando o Duarte te convida para ir ao cinema? – perguntei-lhe nunca desviando os olhos da leitura do meu horóscopo. O hóroscopo é sempre aquela coisa que ninguèm acredita mas que toda a gente lê.

Por favor Leonor, tenho mais que fazer… - respondeu a Ana, aborrecida.

Vai de férias – sugeri-lhe - quem é que nunca arranjou namorado numas férias de verão?

Se calhar eu . Sempre achei piroso ver o pôr do sol de mão dada com alguém. E puxou de mais um cigarro.

Ó Ana, não digas isso. Não gostas que te chamem cara linda, que os teus olhos são da cor do mar, que a tua voz tem a doçura do mel, que te aconcheguem a melena atrás da orelha?

Calei-me e fingi continuar a ler a revista. Contei mentalmente 20 segundos. No fim desse tempo a Ana perguntou.

Como é que tu achas que digo ao Duarte que afinal quero ir ao cinema? - E puxou de mais um cigarro.

Mais outro? Mas quantos já fumaste? Quando chegares aos quarenta a tua pele estará macilenta. – disse-lhe, embora soubesse que o que tinha dito entrou por um ouvido e saiu pelo outro.

Deixa lá. Eu nem devo chegar aos quarenta, por isso, esse risco da pele macilenta não corro. Acerca das manobras de aproximação…….?

Tens várias. – proferi – além de lhe deixares uma porção de papéís colados pela escada, desde o rés de chão ao terceiro andar onde ele mora a mostrares o teu arrependimento podes pedir-lhe de volta o cd que lhe emprestaste. O que foi que lhe emprestaste ultimamente?

Nada.

E o que foi que ele te emprestou? – perguntei novamente.

Nada.

Hum! Isto está complicado. Sabes se ele percebe alguma coisa de computadores? Diz-lhe que o word anda a trocar os tês pelos pês. – insinuei.

E isso acontece? – perguntou a Ana, que não percebia nada de computadores.

Mais ou menos. – assegurei-lhe – Vá! Pega no telefone e pergunta-lhe.

Ana fumou o cigarro até ao fim. Pegou no telemóvel e marcou um número, supostamente do Duarte.

Duarte? Sou a Ana. Olha, aquele filme está no cinema até quando? Sim! Hoje? Sim, às sete para jantar… não sei…

Dei-lhe uma cotovelada, dizendo-lhe para que dissesse sim.

… espera, espera… está bem, às sete para jantar e depois o cinema. Vens buscar-me? Ok, ok… até logo………………beijinho. – e desligou o telefone, puxando em seguida de outro cigarro.

Continuei a ler a revista. Senti uma vontade louca de colocar, logo ali, aquele dialogo no papel mas nao podia. Mais tarde.


da Leonor



Música utilizada da CDteca do VP: A chance with you (Billy Branch)

40 Comments:

Anonymous Henrique A.C.Santos said...

O telefone tocou,
respirei fundo e atendi.
Eras tu... finalmente,
pareceu-me um milagre,
mas foi a tua voz que ecoou,
sorri, o meu coração pulou,
tremi na resposta,
e quando hesitaste,
quase enlouqueci,
eras a minha pomba,
a fugir-me das mãos...
Recuperei os sentidos,
e, fico a pensar...
-Como foi que ela me seduziu?
Benditos dotes de sedução...

Bjinhos Ricky

9:52 AM  
Blogger José Gomes said...

Já não vou ser capaz de escrever o mesmo... o sistema foi abaixo (raios partam os computadores, a EDP e quejandos!!!) e o que tinha escrito foi-se!
Era esta, mais ou menos, a ideia:
Leonor,
O teu pequeno conto prende o leitor desde a primeira palavra até à última. Tem rítmo e uma certa melodia (não me refiro à música, claro!).
Nele, não sei bem porquê, encontrei qualquer coisa como "déjà vue! (olha, se não é assim que se escreve, faz de conta, tá?!!!). É que naquilo que escrevemos, reftete-se um pouco de nós próprios, vivências agradáveis e desagradáveis... bem, como escritora sabes isso melhor do que eu!
Mas o cigarro assustou-me... não me digas que andas agora a fumar?!!!
Essa dualidade Leonor/Ana, às vezes, confunde-me...
Achas piroso ver um pôr do sol, à beira mar, de mãos bem agarradinhas, sentir o cheiro do mar naquela hora e da energia que envolve os dois?
Vá, experimenta! É bom.
Um abraço.

10:46 AM  
Blogger Leonoretta said...

RICKY
bonito. aliás tu só fazes coisas bonitas e eu sinto-me honrada por dignificares aqui o sitio.


Zé (Chuviscos)
se calhar este comentario saiu melhor que o outro. obrigado zé por elogiares assim a minha escrita. eu realmente esforço-me para que seja boa e agradável.
mas descnasa: não ando a fumar. eu sou mente sã em corpo são. pelo menos tento, rsssssss


abraço da leonor

11:04 AM  
Blogger Isabel-F. said...

Oi Leonor...

Uma história que, como já disse o José Gomes, prende do princípio ao fim...
gostei de ler...como eu gostaria de ter o dom da escrita como tu...

fica bem

beijinho

12:36 PM  
Blogger nos.intervalos.da.memoria said...

gostei do pequeno conto, muito bom.
mas, faz-me lembrar demasiado a minha própria pessoa...lol

bjs

1:31 PM  
Blogger r.e. said...

a artimanha de usar o word como pretexto é engenhosa, e a troca de pês e tês pode ser explorada em emails entre a Ana e o Duarte, em forma de cifra do amor :) não ligues. Gostei muito. Beijinho. J.

2:56 PM  
Blogger NightWolf said...

Essa Ana é muito complicada :), e se há coisas que não me agradam é ver pessoas a fumar cigarro atrás de cigarro... gosto muito de ler os teus contos, fica sempre a saber a pouco, quero mais... beijocas*

3:31 PM  
Blogger AS said...

Leonor, O primeiro passo é sempre hesitante! É sempre bom ter "alguém" por perto que dê um empurrãozinho!...
Talvez o Duarte estivesse sentindo o mesmo!... Quem sabe? ;)

Os teus textos são sempre deliciosas!

Um abraço

7:14 PM  
Blogger Mocho Falante said...

Pois claro nada menlhor que partilhar estratégias de sedução e conquista...

as coisas que as mulheres inventam é extraordinário...BRAVO

7:31 PM  
Blogger JLBM said...

Pois é, por vezes os namorados ou namoradas estão mais perto do que parece...tenho de deixar de olhar para longe de vez em quando para dar uma vista de olhos por perto!!!
:)

7:32 PM  
Blogger Leonoretta said...

Isa
Tens outros dons, o de fazeres imagens lindas no teu sitio. Muito obrigado pelo teu elogio


Missparker
Gosto de ver-te por aqui a leres o que escrevo


Rodolfo
Pois pode. Não me tinha lembrado disso. Por isso é que eu gosto de “comunicare”


Wolf
É ficção, wolf, mas se te irritou entao eu consegui passar bem a ideia. Obrigado pela confirmação, rs


Frog
Somos sempre acusados de alcoviteiros. Deixou de ser uma instituição como era nos autos de Gil Vicente, rs


Mocho
As mulheres? Perigosas, mocho, perigosas


Jota
Pois, quem sabe se a miúda dos teus sonhos não é a tua vizinha do lado. Eu olhava melhor para ela.


abraço da leonor

8:38 PM  
Blogger Apenas, o cidadão said...

as vezes parece que certas pessoas empurram as outras para encontrarem outro caminho. ficarão essas pessoas responsáveis por algo que corra mal? neste caso a Ana parecia estar numa onda de pessimismo. o facto de fumar daquela maneira revela o estado instável do seu espirito. há que acordar do pesadelo. será necessário sempre haver alguem para despertar? e quando não houver?

9:33 PM  
Blogger Dumb said...

O que escreveste fez-me lembrar uma musiquinha do Jorge;

"E já que nós nunca estamos sós
Vamos lá desatar os nós
E vamos lá chegar inteiros
Onde quer que a vida nos leve..."

11:58 PM  
Blogger lazuli said...

Um diálogo bastante interessante e actual:) beijos*

12:02 AM  
Blogger NightWolf said...

Eu sei que é ficção ;) já me tinhas dito uma vez :P não cometo o mesmo erro muitas vezes hehe beijocas`*

12:29 AM  
Blogger SaltaPocinhas said...

espero que a ana tenha ido ver um filme bom, senão é chatice pela certa!!

12:57 AM  
Anonymous batista filho said...

Se toda Ana tivesse uma Leonor como ouvinte, a idéia de solidão seria atenuada!... e se Leonor tivesse sempre uma Ana por perto calhava de sempre ter umas idéias no forno, quase no ponto de serem servidas, não é mesmo?
Um abraço apertado, um beijo estalado e uma quinta-feira pra de bonita!

10:54 AM  
Blogger Vagabundo said...

Dado que os meus dotes prá escrita são um pouco vagos, quero apenas realçar, que por vezes apenas necessitamos de um amigo, pra nos
empurrar prá decisão certa.
A Ana teve o previlégio de ter a Leonor a seu lado.
Bjs Vagabundos

1:43 PM  
Blogger th said...

Como quiz dizer o nosso Mocho "as voltinhas que nós, mulheres, damos para conquistar o coração dum homem!" Beijo...ou será um abraço!!!lol

5:15 PM  
Blogger António said...

Minha querida!
Ou me engano muito ou estás a dar uns passos no sentido de escreveres ficção.
E começas bem!
Caracterizaste bem a Ana:
Neurótica, tímida, com baixa auto-estima.
Continua!
Qualquer dia sou capaz de enveredar por esse caminho, também!
Jinhos

5:25 PM  
Blogger Nilson Barcelli said...

A Ana é só uma rapariga tímida...?
Sabes, eu tinha o mesmo problema (ainda tenho). De modos que tento iludir a questão fazendo de conta que sou extrovertido.
Só que às vezes digo alguns disparates, como os das galinhas...
Concluindo, diz à Ana que me escreva. Posso fazer de orientador técnico para o cumprimento de objectivos e metas que ela pretenda atingir. Grátis...

Gosto da maneira como expões as coisas. Não és redutora, deixando a porta aberta para os comentadores de serviço...
Beijinhos

5:26 PM  
Blogger almaqueabsorveaslagrimas said...

LOOL
Olá Leonor.. LOL
Ainda me estou a rir aqui.. do tipo,
tenho uma amiga minha que só não digo que é Ana porque se chama Clara. LOOL epá sei isso o que é..

E essa coisa do fumar também é igual igual.. Eu por acaso sei o que é ter uma amiga dessas. :D

beijo no coração ***

6:53 PM  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá
Minha querida amiga Leonor
PARABÉNS! Pela parte musical do teu blog, está o MÁXIMO!

Sim! Estou no activo a partir de hoje. Obrigada pela tua visita na minha ausência.

Tens aqui um jogo de Sedução bastante interessante!

Mas O que eu quero mesmo dizer: está OPTIMO! A tua pontuação de sempre para a tua escrita.

Beijo grande

8:52 PM  
Blogger Daniel Aladiah said...

O que se aprende por aqui... :)
Beijo

9:38 PM  
Blogger Leonoretta said...

Cidadão
Penso que há sempre alguém para despertar outros que andam a dormir seja la por que razoes forem


Dumb
Ah, suponho que é Jorge palma. Gosto.


Lazúli
São os diálogos do dia a dia, a escrita é isso mesmo, o dia a dia, rs


Wolf
Eu sei que sabias que era ficção


Saltapocinhas
Não sei se nestas condiçoes em que jogam outros interesses o filme teria muita importância.


Batista
Egoisticamente digo que sim. O comportamento dos outros ( e o nosso): matéria de reflexão e escrita.


Vagabundo
Vejo que voltaste. Que bom saber que gostaste aqui do sitio.


Theo
É beijinho theo, é beijinho


António
Fico a espera da tua ficção. Mas despacha-te.

Nilson
Existem muitas pessoas tímidas. Já fui muito (inseguranças absurdas) mas pesno que já ultrapassei essa questão.


Raquelinha
Anãs e claras é o que há mais por ai


Betty
Fialmente. Isso é que foram férias. Tu não brincas…, rssssssss
Que bom teres voltado


Mistério
Não se aprende muito mas…. Algumas coisitas vai-se aprendendo, rssssssss


abraço da leonor

9:59 PM  
Blogger fotoaprendiz (M.P.) said...

LOL.. Assim é que é!!! Um empurrãozito pode ajudar muito!! Imagino o desfecho!! ;)**

10:36 PM  
Blogger SaltaPocinhas said...

Eu continuo a achar que um filme mal escolhido pode deitar tudo a perder ;-)

11:21 PM  
Blogger Al said...

e foram felizes para sempre, suponho.
Sensacional o teu poder de nos prenderes com estas coisas simples da vida.
Sempre que cá venho, vou-me satisfeito.
Beijo

11:22 PM  
Blogger sal said...

Sorte de ter meios de comunicação.
No sec XIX a Ana faria de forma diferente, não fumaria, beberia laúdano, iriam à Opera... pretextos femininos são fantásticos sempre!
Gostei muito do teu conto...aprende-se sempre muita coisa! ;)

11:23 PM  
Blogger Miguel Sousa said...

permites que te diga que essa tua nova foto é "dos diabos"...

12:29 AM  
Anonymous Ze said...

Delicioso. Será que a Ana vai ter um final feliz ? ( Oh, my God, o que é isso de finais felizes... ? )

10:05 AM  
Blogger O Micróbio said...

Bom fim de semana... :-)

4:41 PM  
Blogger Lina said...

Ai, eu ja cheguei aos 40, fumo que nem uma louca, terei a pele macilenta? ehehehehe
Gostei, como sempre.
Beijo e bfs

6:32 PM  
Anonymous Espectro #999 said...

     ω     Gostei de esta tertúlia literária     ω     tens mais ?     ω     Voltarei, provavelmente quando acabar as férias.     ω

     Ω  Beijocas e inté  Ω

8:18 PM  
Anonymous Menina_marota said...

Um texto simplesmente... delicioso, fantástico e, muito inspirador...

Adorei esta forma tão simples, mas ao mesmo tempo tão rica de escreveres!

Deixo um abraço e um bom fim de semana :)

12:31 PM  
Blogger augustoM said...

Leonor, agora dás aulas de sedução? Se forem tão boas como as que dás na escola, não há sedução que não resulte.
Eu e o Fernado estamos a organizar um jantar no dia 15 de Outubro, contamos contigo.
Um beijo. Augusto

1:06 PM  
Anonymous Arte por um Canudo 2 said...

Fantástico diálogo!Sabes perfeitamente como procurar o suspense de quem lê.Pelos vistos és uma boa conselheira e tens uma dicas interessantes com esta e cito "Tens várias. – proferi – além de lhe deixares uma porção de papéís colados pela escada, desde o rés de chão ao terceiro andar onde ele mora a mostrares o teu arrependimento podes pedir-lhe de volta o cd que lhe emprestaste. O que foi que lhe emprestaste ultimamente?"Bom fim de semana Leonor.BJS.

1:23 PM  
Blogger Leonoretta said...

Manuela
O desfecho sai um dia destes se para tal as musas me ajudarem, rsssss


Saltapocinhas
Podes ter razão. Se o filme for mau o caso pode dar para o torto nas opiniões.


Al
Felizes para sempre… siiiiiiiiiiiiiim, pelo menos tentar não custa, rsssss


Salsapica
Tal e qual salsapica e eu teria de escolher outros nomes tambem.


Miguel
Obrigado


Ze (travessa larga)
Os finais felizes são sempre o grande objectivo


Micróbio
Bom fim de semana para ti tambem


Lina
Não. Tens a pele bonita. Já vi.


Espectro
Mais ou menos. Vão aparecendo, rs, ao sabor da minha inspiração e imaginação, rs


Marota
Adoro que tu gostes.


Augusto
A escola é mais fácil, muito mais fácil, rssssssssss


Agostinho
Pensei que tivesses desaparecido aqui do sitio, mas voltaste, é o que interessa, rs


abraço da leonor

2:19 PM  
Blogger Rui said...

Fiquei hoje a conhecer o Blog. Gostei bastante. Vou voltar.

5:15 PM  
Anonymous Anonymous said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it Honda odyssey lease Atlantis internet group software Affordable web hosting in advertising tkqlhce.com click At t phone answering machine 2255 manual Lindsay lohan nip slip black dress The westing game movie Telephone answering machine multiple departments Acyclovir varicella adults answering service indiana Remove spyware free remover Recorded greetings for answering machine Vacuum cleaner consumer ratings Ativan pay with check answering service wyoming Over seas contact lens Carpet washers with scotchguard facility uk

7:00 PM  

Post a Comment

<< Home