Ex Improviso

Mínimo sou, mas quando ao Nada empresto a minha elementar realidade, o Nada é só o Resto. Reinaldo Ferreira

My Photo
Name:
Location: Lisboa, Portugal

Dizem que sou como o sol mas com nuvens como na Cornualha

Friday, February 15, 2008

Algumas Pessoas

Numa daquelas vezes em que me sento numa esplanada na praia a contemplar o mar vejo-me a pensar que o tempo encrua o meu modo de ser e que as únicas coisas que dou como certas no universo são as idas e vindas das marés e as gaivotas que picam o mar em busca de peixe.

O resto, nomeadamente, o cumprimento dos habituais frequentadores da mesma esplanada àquelas horas da manhã em que quase todos ainda dormem, a conversa acesa de outros que por ali nunca passaram mas que querem dar palpites na melhor maneira de consertar o mundo, não dou como certo.

O tema de hoje são as pessoas que se cruzam comigo por umas horas, por uns dias, por uma vida. Há pessoas que eu nunca ouvi falar até um dia. Nesse dia chegaram e fizeram-me infeliz. Algumas desapareceram e a lembrança delas faz-me infeliz. Outras continuam a fazer-me infeliz.. Há pessoas que eu nunca ouvi falar até um dia e fizeram-me feliz. Algumas desapareceram e a lembrança delas faz-me feliz. Que pessoas são estas que aparecem e desaparecem tão pouco tempo e mudam tanto a minha vida?
Leonoreta

6 Comments:

Blogger SaltaPocinhas said...

se pudessemos escolher, só escolheríamos as que nos fazem felizes!
(neste caso jamais teriamos ouvido falar da ministra da educação!!)

6:55 PM  
Blogger leonor costa said...

Umas pessoas marcam-nos, outras ferem-nos. Umas são para recordar, outras para esquecer.


Beijinhos

HOJE E AMANHÃ

8:13 PM  
Blogger shiuuuu said...

Convido-a a aceitar o desafio do Shiuuuu

1:05 AM  
Blogger Sophiamar said...

Há pessoas que aparecem por pouco tempo e mudam as nossas vidas. Para o melhor e também para o pior. Recordá-los, traz-nos felicidade ou infelicidade conforme o tipo de relação que estabelecemos, conforme se processou o afastamento. Outras razões poderia aqui enumerar-te mas olha vou passar para um caso mais concreto. Eu sinto-me uma ingrata por ter no teu blog uma assiduidade tão irregular e sempre que me lembro de ti , fico feliz pela forma como me acolhes. Sinto-me em casa.
Quando puderes vai ao teu email. Desculpa a ausência.

Beijinhossssss

4:24 PM  
Anonymous Anonymous said...

Ai se eu pudesse escolher!!!!

Mas a vida é isto mesmo.
Uma curva com altos e baixos.
Importa vencer os baixos e saborear os altos.

Um terno abraço para ti
e que a vida te sorria sempre

4:09 PM  
Blogger batista said...

lá no fundo sei que sabes... mas às vezes precisamos pensar em voz audível...
uma beijoca fraterna, Amiga.

inté!

(deixei comentário no post anterior).

11:18 AM  

Post a Comment

<< Home