Ex Improviso

Mínimo sou, mas quando ao Nada empresto a minha elementar realidade, o Nada é só o Resto. Reinaldo Ferreira

My Photo
Name:
Location: Lisboa, Portugal

Dizem que sou como o sol mas com nuvens como na Cornualha

Saturday, July 01, 2006

A circunstância

São oito horas da noite de uma sexta feira de Junho. Há duas que Leonor chegou do norte do país. Para a semana cumpre a sexagésima segunda ou quarta viagem entre o Minho e Lisboa. Mais viagem, menos viagem. Ela podia tê-las contabilizado ao pormenor através dos rebuçados que a hospedeira distribuía aos passageiros a cada viagem mas a meio do tempo perdeu-se em fragmentos neurónicos que se alojavam casualmente em determinados pontos da sua massa encefálica, deixando-lhe todo o resto em branco, sem nenhuma expectativa de sinapse entre eles. Além do mais, a meio do tempo, passou a comer os rebuçados também.

Tomou duche. O cheiro do seu gel, o toque da sua esponja trouxeram-lhe aos poucos a recordação guardada inconscientemente das paredes do seu duche. Abre a gaveta da sua cómoda. Remexe nas suas t-shirts. Escolhe o seu pólo branco de cavas. Troca de mala de mão. Sai para a rua para jantar num restaurante. Aquele lá em baixo, em Cacilhas, na esplanada, virado para o rio.

VP, mais rápido, vê o correio daquele dia com a caixa ainda de porta aberta. Lê um panfleto publicitário de uma excursão e passa-o a Leonor quando esta se chega perto.

- Excursão ao Minho! Queres ir? – pergunta-lhe ele irónico.

Todas os palavrões conhecidos ao longo da vida de Leonor saem da sua boca numa sucessão ininterrupta. Locke diria que a circunstância faz o indivíduo. VP faz um avião do panfleto, sopra no bico para aquecer os motores e mete-o a voar.


da Leonor

22 Comments:

Blogger SaltaPocinhas said...

ahahahahah!! Sabes, se publicares os palavrões que disseste ao marido ainda te convidam para transformares o teu blog num livro!!
E olha que o teu bem merecia, mesmo sem palavrões!!
beijinhos sua moura!!

5:06 PM  
Blogger augustoM said...

VP personificou a sátira, que tantas vezes nos acompanha na vida.
Um beijo. Augusto

9:19 AM  
Blogger lena said...

Leonor é uma manhã de Domingo, acordei, liguei o pc e sabia que encontraria certamente aqui um post teu, são os meus acordares de domingo, vir ler-te, "Ex improviso", depois sempre que posso vou ver o mar, hoje só o vou poder sentir

venho sempre com curiosidade e com um respeito muito grande, pelas tuas partilhas,

esta é quase uma despedida ao Norte, ao Minho que adoro e conheço, em férias minhas, mas um Minho onde não saberia viver, engraçado, como admiro a sua paisagens, mas de passagem

imaginei esse avião construído de papel e a nostalgia tocou-me pelos aviões que fazia em criança, mas mais pela saudade que tenho da terra onde nasci,

um avião que senti, o barulho dos motores, um arrancar deliciosamente e partir...

belo o teu post como sempre, faz-me pensar e sonhar...

a saudade existe sim e hoje dizes palavrões, amanhã é uma doce saudade que te toca de longe

essa é a tua cidade, a cidade que te toca e que sentes, sabes onde pisas, o que encontras, aí não te faz sentir em casa alheia

acredita que fiquei feliz pela tua colocação, já te tinha dito, a vida transformasse de repente quando nos arrancam dos nossos caminhos, por nós tão conhecidos

hoje alonguei-me, admiro-te muito, pela tua força, pela tua escrita e sim tenho a certeza: o teu blog dava um excelente livro

beijinhos que vão até ti com carinho e deixa que te abrace doce Leonor

lena

10:43 AM  
Blogger António said...

Querida Leonor!
Apesar da minha pausa vim aqui deliciar-me com a tua escrita, esse humor irónico de que que tanto gosto.
Mas deixa-me fazer-te uma pergunta.
Tu conheces Caminha? Vila Nova de Cerveira? Valença? Monção? Melgaço? Terras do Bouro? Gerês? Ponte de Lima? Arcos de Valdevez? Ponta da Barca? Paredes de Coura?
Não?
Então vai depressa apanhar o avião de papel e voa nele para conheceres o Minho que não conheces (penso que estiveste perto de Viana e pouco mais visitaste).
Vai por mim, ó Leonor, e pela verdura...eh eh

Beijinhos

3:32 PM  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Leonor
As terras são as pessoas, como sabemos. A tua reacção diz-me que não foste feliz como querias no Minho. Para além disso, tanta viagem cansa... eu sei o que isso é do tempo da tropa.
Um beijo
Daniel

5:04 PM  
Blogger Leonor C.(nokinhas) said...

Acredito que, depois de 60 viagens entre o Minho e Lisboa não tenhas muita vontade de fazer essa excursão! Foi melhor o VP fazer um avião e mandá-lo à vida!

5:43 PM  
Anonymous Cris said...

Terias um motivo, Linda, para "mergulhares" naqueles olhares do Minho que a "obrigação de o ver, apenas!" te impediu de conhecer, na plenitude da cor, aroma e sabor ;)

Há um tempo para tudo.
Agora, essa excursão "voou" num aviãozinho de papel...
Reconhece o teu espaço, mima-o, disfruta-o, reconhece-lhe os espaços a que não deste importancia. Mereces, mais do que óbvio.
Não há nada que seja soboreado se não for por prazer.
Qunado nos é imposto, custa a passar como tudo!

Mas vai haver outro tempo.
Então sim, quando o VP abrir a caixa de correio, vais dizer-lhe que queres vir até cá ouvir este Minho bonito.
Vais adorar saboreá-lo, porque vai ser com prazer :-)

Tudo de bom, Leonor Bonita, desta minhota que te adora ler***

6:32 PM  
Blogger APC said...

... E formosa, nesta escrita, mescla de peculiarmente espontâneo e humoradamente original.

7:07 PM  
Anonymous Arte por um Canudo 2 said...

Mais uma excelente texto aqui deixado. Olha a sorte e onde o panfleto publicitário foi ter...Mas, como diz o António, o Minho é tão bonito que muitos gostariam de o conhecer.Bjs

7:43 PM  
Blogger Barão da Tróia II said...

Excelente. Acho que deviam recomendar o teu blogue aquela malta que está no Ministério da Educação. Boa semana

11:46 AM  
Blogger travessias said...

...e a excursão ao Minho incluía " demonstração grátis " dos produtos X, da firma Y ?
Com oferta de um presunto?
(A sério. Um dia gostava de experimentar um passeo desse tipo)
Boa semana

3:06 PM  
Anonymous ferrus said...

Palavrões à moda do Minho?
Coitado...

Beijinhos

4:36 PM  
Blogger Mocho Falante said...

e por pouco não tinha ele que se por a mexer rapidamente.loooll mas que foi bem metida foi

beijocas

8:46 PM  
Blogger AS said...

Querida Leonor,

Desejo ardentemente que te sintas bem na terra que amas!... Tu mereces tudo de bom!...
Lamento apenas a falta que farás aos aos miúdos que deixaste, porque Leonor como tu... só mesmo tu!...

Um beijo meu...

10:13 PM  
Blogger o alquimista said...

Deliciosa escrita cheia de humanidades...volto se não te importares...

Um beijinho "O ALQUIMISTA"

9:57 AM  
Blogger Leonor C.(nokinhas) said...

Vou pensar na tua proposta. Dieta faz bem!

Pode voltar se quiseres ler o resto daquele dia.

Beijinhos

3:25 PM  
Blogger Tons Pastel said...

Gostei do teu post. Lembrei-me das minhas viagens por terra, pela Europa.Andar de avião apavora-me e desisto com facilidade de qualquer viagem para outro continente. A Península Ibérica tem coisas lindas, já para não falar de toda a Europa de leste. Quanto ao nosso país , é pequenino mas lindo. O norte então é maravilhoso.
Beijos

3:26 PM  
Blogger As cores da vida said...

:)))

Um beijo, Leonor*

6:56 PM  
Blogger samuel said...

os motores hum...

7:57 PM  
Anonymous Anonymous said...

Where did you find it? Interesting read » »

8:39 AM  
Anonymous Anonymous said...

Keep up the good work Floor mats for schools canon bjc 5100 printer driver Cheap air flights cheap flights from usa tainan buy xenical uk casino online 1022 backpack Cit memphis model

7:56 AM  
Anonymous Anonymous said...

This is very interesting site... film editing schools

3:17 AM  

Post a Comment

<< Home